Arquivos

Como posso trabalhar na Polícia Rodoviária Federal?

Trabalhar na Polícia Federal é uma ótima alternativa para quem busca estabilidade e bons salários. Para ingressar em qualquer cargo, é essencial realizar o concurso PRF. Porém, antes de se inscrever em qualquer concurso, é fundamental saber um pouco mais sobre a carreira dentro da PRF, os requisitos para ingresso e a remuneração.

Quais são os cargos dentro da Polícia Rodoviária Federal?

De acordo com a Lei 12.775/2012, a carreira de Policial Rodoviário Federal de nível superior é estruturada em quatro classes: terceira classe, segunda classe, primeira classe e classe especial. As atribuições variam de acordo com elas.

Na terceira classe, o policial rodoviário federal realiza atividades de natureza policial, que incluem fiscalização, policiamento e patrulhamento ostensivo, com atendimento à vítimas de acidentes rodoviários e “demais atribuições relacionadas com a área operacional do Departamento de Polícia Rodoviária Federal”, conforme disposto na Lei 12.775/2012.

Na segunda classe, além de todas as atividades da terceira, o policial também exerce atividades de natureza policial como a execução e controle administrativo e operacional. Já na primeira classe, além de todas as funções da segunda e da terceira, o policial  atua no planejamento, capacitação, coordenação, controle e execução de funções administrativas e operacionais, além da articulação com outras organizações policiais a nível nacional.

Na classe especial, estão reunidas todas as funções já mencionadas, somando a elas “atividades de natureza policial e administrativa, envolvendo direção, planejamento, coordenação, supervisão, controle e avaliação administrativa e operacional, coordenação e direção das atividades de corregedoria, inteligência e ensino”, conforme disposto no artigo 22 da lei 12.775.

Como trabalhar na Polícia Rodoviária Federal?

Para trabalhar na Polícia Rodoviária Federal é necessário realizar um concurso público específico, que inclui realização de provas de aptidão física e mental.

Quais são os requisitos para trabalhar na PRF?

Para avaliar os requisitos, é fundamental verificar o disposto no edital do concurso público que será prestado. Em linhas gerais, os requisitos que costumam ser exigidos incluem:

  • graduação em nível superior em qualquer área de formação, com diploma de instituição reconhecida pelo Ministério da Educação;
  • idade mínima de 18 anos, máxima de 75;
  • ter Carteira Nacional de Habilitação na categoria B, no mínimo.

Ainda é importante destacar que o curso de tecnólogo pode ser aceito como curso de formação para ingresso no cargo de policial rodoviário federal. Nesse caso, é fundamental que o interessado verifique se cumpre às diretrizes da Resolução CNE/CP 3 de 18/12/2002, que, em seu artigo 4º, dispõe:

“Art. 4º: Os cursos superiores de tecnologia são cursos de graduação, com características especiais, e obedecerão às diretrizes contidas no Parecer CNE/CES 436/2001 e conduzirão à obtenção de diploma de tecnólogo.”

Qual é a remuneração de um policial rodoviário federal?

As informações concretas sobre a remuneração do policial rodoviário federal são apresentadas no edital do concurso público.

A remuneração bruta, incluindo auxílio alimentação, gira em torno de R$10.350,00. O valor líquido do salário é aproximadamente R$ 8.500,00. Importante salientar que esse valor pode ter variações e não se aplica a outros cargos. No caso de delegado da polícia federal, por exemplo, o salário é superior a R$ 20.000,00, no entanto, as regras para investidura no cargo são outras. Além disso, cargos técnicos também têm salários diferenciados.

A Polícia Rodoviária Federal tem plano de carreira?

A Polícia Rodoviária Federal tem plano de carreira, criado pela Lei 9.654/2008 e alterado pela Lei 12.775/2012. A progressão funcional impacta no padrão do vencimento e segue a  estrutura das quatro classes: terceira, segunda, primeira e especial. Os critérios de promoção e progressão nos cargos estão elencados no Decreto 8.282/2014:

“Art. 2º Para os fins deste Decreto, considera-se:

I – progressão – a passagem do servidor de um padrão para o padrão de vencimento imediatamente superior dentro da mesma classe; e

II – promoção – a passagem do servidor do último padrão de uma classe para o padrão inicial da classe imediatamente superior.”

Gostou do artigo do nosso blog? Para quem pretende prestar o concurso público e quer conhecer mais sobre o plano de progressão e promoção de cargos, basta conferir a íntegra do decreto.


@anapaula.venturella@gmail.com Boa tarde! Nossa formatação é: corpo do texto todo justificado (Ctrl+j). Por favor aplicar em todos os textos. Neste isso já foi mudado. Obrigada!