Arquivos

Como funciona um site de cupons de desconto?

Os cupons de desconto surgiram nos Estados Unidos ainda no fim do século XIX. Essa estratégia de marketing começou a partir da distribuição de vouchers impressos em revistas, que podiam ser trocados por refrigerantes grátis em pontos de venda.

Nos últimos anos, essa prática vem se popularizando em países como o Brasil, sobretudo nas compras de fim de ano. Hoje, esses cupons são uma febre entre os consumidores que adoram comprar pela internet e se tornaram um mecanismo eficiente para quem busca aumentar o faturamento do e-commerce.

Via de regra, eles são oferecidos por sites especializados como o Groupon, a Méliuz e a Cuponeria. Se você deseja consolidar a sua marca, fidelizar clientes ou começar a utilizar mais esses descontos em compras on-line, confira como esses sites funcionam.

Sites especializados

O mais comum é que determinados sites ofereçam esses cupons gratuitamente e sem exigir cadastro dos usuários. As marcas e prestadoras de serviços estabelecem parcerias com essas plataformas e ambos acertam uma comissão ao site, que é proporcional às compras efetuadas que utilizaram os cupons.

Os internautas que desejam economizar uma grana devem obter o código promocional nessas páginas, que pode ser uma numeração ou uma palavra-chave.

Esse código deve ser inserido em um campo específico no site onde a compra será realizada. Quando isso for feito, o usuário pode visualizar qual será o preço final que ele deve pagar (que costuma ser até 50% menor do que o valor original).

Cada empresa estabelece as suas condições de descontos. Algumas condicionam os cupons a um valor mínimo — como 5% de desconto para compras acima de R$70, por exemplo, enquanto outras oferecem os cupons de forma mais livre, para algumas áreas ou todos os produtos de seu portfólio. Por isso, confira as regras da loja em que você vai comprar.

Além da gratuidade, outra vantagem é que os sites de cupons informam qual é a data de validade daquele código e quais são aqueles mais procurados por outros internautas no momento da compra. Essa estratégia pode ajudar a aumentar a confiabilidade dos consumidores e incentivá-los a concluir a compra.

Cuidados

Como qualquer transação financeira virtual, as compras com cupons de desconto exigem alguns cuidados. O primeiro é verificar até quando o código promocional é válido. Passado esse prazo, o desconto perderá a validade.

Na hora de inserir os seus dados bancários, confira o valor final do produto (incluindo as taxas de frete) e verifique se o desconto realmente foi aplicado. Esteja atento se o site exige cadastro e desconfie de plataformas que pedem dados pessoais como CPF e RG e solicitam o envio de mensagens SMS.

Uma prática ilegal de acordo com o Código de Defesa do Consumidor é a vinculação de descontos à aquisição de novos produtos — a chamada “venda casada”. Se o site em que você vai comprar te obriga a comprar mais antes de dar o desconto, denuncie a plataforma aos órgãos responsáveis, como o Procon.

Uma dica valiosa é pesquisar a reputação dos sites de vendas em portais de reclamação — como o Reclame Aqui, o Confiômetro e o Zaanga — e observar as experiências de outros clientes.

Ao acessar as plataformas, verifique se ao lado do endereço há um pequeno ícone de cadeado, o que indica a segurança da plataforma e evita futuros golpes financeiros.

Moda no Brasil

Uma pesquisa realizada pelo jornal O Globo mostrou que os consumidores brasileiros que mais usam os vouchers têm idade entre 18 e 35 anos. A terça-feira e as 22 horas são o dia e horário em que eles são mais utilizados. No país, artigos de moda, eletrônicos e esportivos são, respectivamente, os produtos mais consumidos com os cupons.

Destacamos que empresas de todos os tamanhos e segmentos podem trabalhar com cupons de desconto. Desde o início da quarentena, a busca por essa estratégia cresceu entre pequenos e médios empresários brasileiros, que encontraram no e-commerce uma maneira de manter o faturamento ante o distanciamento social.