Arquivos

Quais os principais tipos de crédito?

Quem está no mercado em busca de uma alternativa para obtenção de crédito, precisa entender quais são os tipos disponíveis, suas características, vantagens e desvantagens.

Fala-se muito de empréstimo pessoal, financiamento e refinanciamento, o último sendo uma alternativa muito interessante sob o ponto de vista das taxas de juros. Mas, afinal, quais são esses tipos e como identificar os principais aspectos de cada um deles?

Empréstimo pessoal

Entre as linhas de crédito disponíveis no mercado, o empréstimo pessoal é uma das mais conhecidas. As taxas de juros podem variar significativamente de uma instituição financeira para outra, por isso o consumidor deve fazer uma pesquisa antes de assinar o contrato.

Trata-se de uma modalidade indicada especialmente para pessoas que estão buscando um valor mais baixo de crédito e, principalmente, que tenham condições de cumprir com a obrigação assumida.

Duas dicas importantes devem ser levadas em consideração pelo consumidor: a primeira é nunca pegar um empréstimo pessoal se não tiver condições de pagar; a segunda é verificar o Custo Efetivo Total da operação (CET).

O CET representa a soma das taxas de juros, tributos, tarifas, impostos e demais despesas associadas ao contrato e deve ser informado pela instituição financeira antes da concretização da negociação.

A parcela do empréstimo pessoal não pode ser superior a um terço da renda do consumidor, já que isso aumenta o risco de inadimplência.

Dentro da categoria de empréstimo pessoal há o chamado refinanciamento, ou empréstimo com garantia, uma alternativa que tem custos mais baixos para o consumidor e que pode ser considerada caso existam bens a serem oferecidos em garantia.

Empréstimo consignado

O empréstimo consignado é uma modalidade diferenciada, na qual é necessário que o consumidor atenda a alguns requisitos para acessar o crédito.

A instituição que concede o empréstimo consignado realiza o desconto das parcelas diretamente do salário do consumidor. Isso traz mais segurança à entidade quanto ao recebimento do dinheiro, o que faz com que os juros sejam mais baixos.

Geralmente é utilizado por pensionistas, aposentados e funcionários públicos. Porém, algumas empresas privadas também fazem parcerias com instituições financeiras, permitindo a oferta da modalidade aos seus funcionários.

Assim como no caso do empréstimo pessoal, é importante que o consumidor leve em consideração o CET, o orçamento pessoal e a capacidade de cumprir com o pagamento das obrigações sem prejudicar as finanças pessoais e domésticas.

Financiamento

O financiamento é outra modalidade de crédito que se enquadra dentro das opções de empréstimo pessoal; entretanto, a característica que o diferencia é que ele é utilizado com um objetivo específico: a aquisição de um bem.

Quando o consumidor opta pelo crédito por meio de financiamento ele precisa saber qual será o destino dos recursos: comprar uma casa? Um apartamento? Um automóvel?

O valor do empréstimo para financiamento acompanha o preço do bem que será adquirido. As taxas de juros são parecidas com as do empréstimo pessoal e podem variar de acordo com a instituição.

No financiamento imobiliário, há ainda os benefícios de acesso à moradia que permitem o uso de Fundo de Garantia por Tempo de Serviço e outras facilidades que podem contribuir para a queda no valor dos juros.

Consórcio

O consórcio é uma linha de crédito indicada para consumidores que querem conquistar um objetivo a médio e longo prazo. Nesta modalidade, o interessado começa a pagar um valor pré-definido em contrato antes de conquistar o bem.

Os contratos de consórcio têm vantagens como baixa taxa de administração, ausência de juros, não exigência de valor de entrada, possibilidade de dar lances para adquirir o bem antes e ajuda no planejamento financeiro. A modalidade pode até mesmo ser vista como uma opção de investimento.

Esse formato de crédito é recomendado para as pessoas que querem comprar um carro ou uma casa e têm a possibilidade de ir pagando antes de ter acesso ao bem.

Cartão de crédito

O cartão de crédito também é considerado um tipo de crédito, como o próprio nome indica. É uma modalidade muito comum no Brasil e ideal para pessoas que têm boa organização financeira e controle das contas.

Pode ser utilizado em todas compras do dia a dia ou apenas para situações de emergência, tudo vai depender do perfil do consumidor e da sua realidade financeira.

É uma modalidade que tem taxas de juros altas, por isso, é preciso ter muito cuidado com os valores gastos e a capacidade de pagamento das faturas. O parcelamento da fatura de cartão de crédito é uma prática não recomendada e pode trazer riscos para a saúde financeira do consumidor.

Agora que já leu mais um de nossos artigos e conhece os diferentes do tipo de crédito, ao deixe de avaliar a melhor opção para você!