Arquivos

Como guardar dinheiro para comprar um imóvel futuramente?

Comprar um imóvel exige planejamento financeiro e disciplina. Por se tratar de um dos maiores investimentos que uma pessoa faz ao longo da vida, essa compra requer muita pesquisa e cuidados.

Muita gente não sabe como se organizar financeiramente para dar entrada em uma casa ou um apartamento. Se você está buscando imóveis à venda, confira algumas dicas de como poupar dinheiro!

Pesquise imóveis

Para saber a quantia de dinheiro que você deverá poupar, é preciso estimar qual será o valor total do imóvel. Por isso, o primeiro passo é pesquisar imóveis e os preços que cabem no seu orçamento.

Localização, infraestrutura do bairro e estado de conservação do imóvel são alguns fatores bastante relevantes que impactam muito o preço de um imóvel. Veja diferentes tipos, pesquise se há alguma dúvida ou imposto não pago. Se o imóvel for novo, investigue o histórico e a confiabilidade da construtora.

Conheça suas finanças

Para se organizar financeiramente, é preciso saber com detalhes quais são os seus gastos, prioridades e desperdícios. Por isso, analise todos os seus gastos durante alguns meses — conheça quais são os gastos fixos (aluguel, Wi-Fi, cursos etc) e os variáveis (eletricidade, combustível etc).

A partir desse levantamento, você deve cortar ou reduzir os gastos desnecessários — você realmente usa todos os streamings que assina? Vai para a academia ou faz os cursos online que assinou? Seja detalhista ao levantar os seus gastos, anote cada um deles em uma planilha ou aplicativo e confira no final do mês.

No que se refere a cursos (de idioma, especializações e outros), análise a duração de cada um deles e quais são mais urgentes. Aqueles que não o são, podem ser deixados para depois. Trace metas de acordo com as suas necessidades.

Quantia e tempo

Uma vez levantada a quantia que você deve poupar, defina a quantidade por mês e o tempo que será necessário para ter essa quantia e em quantos anos você conseguirá quitar o financiamento, mantendo a sua organização financeira.

Para alcançar essa quantia mensal, corte gastos e tenha disciplina. Viu uma promoção e ficou com vontade de comprar algo de última hora? Pergunte-se se você realmente necessita daquilo ou se você está comprando por impulso.

Ao ir ao mercado, faça uma lista e compre o necessário. Ao comprar online, busque cupons de descontos e evite um número grande de parcelas que ocasione perda de dinheiro em juros no cartão de crédito. Economize na hora de sair com amigos ou para comer fora e seja mais regrado com o dinheiro gasto nesses eventos. Por fim, reveja os planos de internet e celular. Se eles oferecem muito acima do que você costuma consumir, busque alguns mais baratos que continuem atendendo às suas necessidades.

Investimento de baixo risco

No Brasil, a maior parte das linhas de crédito permite financiar até 80% do valor do imóvel. Ou seja, você deve pagar até 20% para dar entrada no imóvel. O dinheiro poupado deve ser guardado em aplicações de pouco risco (como poupança, contanto que ela renda mais do que a inflação, além de tesouro direto, entre outros exemplos).

Investimentos de baixo risco exigem, como contrapartida, deixar o dinheiro investido por mais tempo. É importante verificar bem a data exata do vencimento do investimento escolhido, porque se você retirar o dinheiro antes, vai ganhar menos e possivelmente pagará mais imposto. Se possível, converse com consultores financeiros ou diretores do seu banco para analisar os riscos e as vantagens de cada tipo de investimento.

Gostou do artigo? Aproveite o espaço abaixo e deixe seu comentário para os leitores do nosso site!